Notícias

CadÚnico de Brasília libera inscrição no BPC por telefone; saiba como fazer

Em razão da pandemia do novo coronavírus, diversas medidas estão sendo tomadas para tentar auxiliar os brasileiros. Uma delas foi a suspensão do atendimento de assuntos que eram realizados presencialmente. Neste sentido, novidades foram lançadas para inscrições no Cadastro Único (CadÚnico).

Em Brasília, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) implementou novidades no atendimento para inscrição e atualização de dados no Cadastro Único dos beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

A medida foi tomada para prevenir o contágio de Covid-19. Isto porque, anteriormente o atendimento para este procedimento era realizado presencialmente nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

Com a novidade, agora os interessados podem realizar a ação por telefone. A ação é válida para quem já estava na fila aguardando a entrevista. Expectativa é de que mais de 7,4 mil beneficiários sejam atendidos.

De acordo coma gestão do centro, foco inicial será na população que aguardava atualização no cadastro do governo federal e que estão com o BPC cancelado, bloqueado ou suspenso. O procedimento será realizado obedecendo a seguinte dinâmica:

Aos que já estavam na fila para atendimento do CadÚnico, vão receber ligação de um servidor do Cras mais próximo de sua residência. Este profissional irá entrar em contato utilizando o telefone que foi informado no solicitação de atendimento para confirmar os dados do cadastro e apresentar documentação.

É importante destacar que para que não haja fraudes na coleta dos dados do interessado de forma equivocada, o órgão detalha que o servidor irá dar o nome, matrícula, e unidade de referência do cidadão.

Além disto, o mesmo irá confirmar cinco dados com a família que estão previstos na instrução operacional. Após este processo ser completo, a família poderá realizar o repasse de informações.

Atendimento também está sendo realizado através do Whatsapp ou e-mail, caso o interessado tenha acesso à internet. Durante o atendimento, é necessário confirmar nome completo, CPF, nome da mãe, nome do pai e data de nascimento.

Já o beneficiário do BPC, pode realizar atendimento através do telefone ou por meio eletrônico. No final do atendimento o entrevistador deverá informar à família quanto a necessidade de contato junto ao Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), por meio de telefone 135 ou do site para restabelecimento dos pagamentos.

Fonte: FDR

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo